Eu perdoo-me e liberto-me. Liberta-te da dor que não tem mais razão para existir. O Perdão é um ato de Cura. Deixa sair o que não queres que tenha mais espaço no teu coração, o que não tem mais razão para existir. Liberta o ressentimento, a raiva, a revolta, a dor…Faz parte da tua dualidade, um sentimento de dor, desespero e raiva. Não podes negar. Faz parte de ti enquanto dualidade, numa esfera emocional, densa, pesada, dura de ultrapassar e viver. Muitas vezes serás, magoado, ferido por palavras que ferem, que parecem matar, que são traidoras. Sentes a traição do teu melhor amigo, do teu cônjuge, até de um superior teu, e a rejeição do teu Pai, da tua Mãe, dos teus irmãos…És um ser de Emoções, és um Ser Pensante, envolvido no mar de emoções, onde te afogas muitas vezes, onde procuras porquês, razões e mesmo propósitos. Recorda que perdoar é estar em Paz, ambicionas por essa Paz, no teu Espírito, na tua Alma. Quantas vezes, terás que Perdoar? Quantas vezes terás que recordar a tua Pureza? Para aprenderes de novo a Perdoar, recorda a tua pureza para aprenderes a perdoar, na tua essência és forjado de Pura Luz e Inocência. Recorda que tu és Inocente, nem culpas nem julgamentos a ti próprio. És Inocente. Recorda a tua pureza, se te ofenderam, humilharam, rejeitaram, maltrataram, espezinharam, são Manifestações da tua Grandeza, são degraus na tua Ascensão, saíres de uma esfera emocional para uma esfera mais sensível, o caminho do Espírito. Não te afogues na tua própria dor, nessa luta, nessa raiva, nem desejes a vingança. A vingança, a cólera são venenos da Alma, que não te levarão à tua Pureza, à tua forma Original. Liberta-te e reconhece que és inocente na tua pureza, na tua forma original, enquanto ser físico que és e te tornaste forma humana, na carne, podes sentir dor! Dor no coração, uma dor física, emocional, interna, dolorosa, profunda, mas o sofrimento e essa dor não é o teu único Caminho. É hora de ascenderes a novos degraus, a novos propósitos, patamares. Recorda a tua beleza, repetimos, recorda a tua pureza, que és inocente tal qual uma criança, pura, inocente. Quando sentires de novo a tua pureza, aprenderás a perdoar, mas nessa consciência pura, fora da esfera emocional, é preciso trilhar um longo caminho. Já é hora do Despertar! E muitos já estão Despertos, e uma vez despertos, conseguem recordar a inocência, a pureza…Não te afogues só de emoção, podes sentir tristeza, dor, faz parte, mas não te afogues na dor que mata, que te impede de seguir, avançar. Outrora, doutrinas instruíam no caminho de sofrimento, não é hora de mais sofrer, liberta-te da dor que ocupa demasiado espaço no teu Interior, seja uma dor antiga, recente, ou de memórias vividas em planos distantes ou até paralelos a este. A tua dualidade faz sentir dor e alegria, remove qualquer impedimento à tua Liberdade de sentir o Perdão para estar em Paz, na Essência da tua Pureza.

Share This